CÁLCIO

Ingredientes: Carbonato de cálcio (cálcio), Colecalciferol (vitamina D3), Óleo de soja, Água Purificada, Gelificante Gelatina, Glaceante Cera de Abelha, Umectante Glicerina e Emulsificante Lecitina de Soja.

Alergênicos: Contém derivado de soja. Pode conter peixe, crustáceos (ucides cordatus), castanha-do-pará e trigo. CONTÊM GLÚTEN.

Modo de uso: Ingerir 3 (três) cápsulas anteriormente a principal refeição com o auxílio de água.

Cuidados de conservação: Conservar ao abrigo da luz, umidade e calor excessivos e com a embalagem fechada. Não consumir este produto caso o lacre de segurança esteja rompido.
A vitamina D é primariamente atribuído o papel de importante regulador da fisiologia osteomineral, em especial do metabolismo do cálcio. Trata-se, ainda, de um pré-hormônio que é convertido no corpo em inúmeros metabólitos biologicamente ativos que funcionam como hormônios verdadeiros, circulando na corrente sanguínea e regulando as atividades de vários tipos celulares. Sua principal função é a manutenção do Cálcio plasmático pelo aumento da absorção de Cálcio no intestino, mobilizando o Cálcio a partir do osso e diminuindo sua eliminação renal.

Ação Terapêutica e Indicações

• Aumenta a absorção de cálcio, colaborando para a manutenção de ossos e dentes saudáveis;
• A vitamina D3 promove a absorção do cálcio pelo organismo, com consequente auxílio no fortalecimento ósseo;
• Previne o desenvolvimento da osteopenia.

Propriedades e Mecanismo de Ação

Nos seres humanos, apenas 10% a 20% da vitamina D necessária à adequada função do organismo provém da dieta. As principais fontes dietéticas são a vitamina D3 (colecalciferol, de origem animal está presente nos peixes gordurosos de água fria e profunda, como atum e salmão) e a vitamina D2 (ergosterol, de origem vegetal, presente nos fungos comestíveis). A deficiência de Vitamina D como doença teve sua prevalência muito aumentada após a revolução industrial, como causa de raquitismo em crianças e osteomalácia em adultos.

Nessas desordens, a mineralização da matriz orgânica do osso é deficitária. Define-se, pela maioria dos especialistas, como < 20 ng/mL e insuficiência de vitamina D como < 30 ng/mL. A principal ação da Vitamina D é contribuir para manter níveis séricos e extracelulares de cálcio constantes. Sua ação mais estabelecida é a estimulação do transporte ativo do cálcio da luz do duodeno para o sangue. Acredita-se que este processo ocorra através de três mecanismos: um canal de cálcio na luz da membrana celular, proteínas ligadoras do cálcio e uma bomba trocadora de prótons (membrana plasmática adenosina trifosfato). Uma revisão sistemática demonstrou que um consumo de vitamina D entre 400-700 UI/ dia foi eficaz na prevenção da perda óssea em mulheres na pós-menopausa (Nakamura, 2006). Em um estudo duplo cego, placebo controlado, verificou-se entre as mulheres que completaram o estudo, que o número de fraturas de quadril foi de 43 por cento mais baixo (P = 0,043) e o número total de fraturas não-vertebrais foi de 32 por cento mais baixo (P = 0,015) entre as mulheres tratadas com vitamina D3 e cálcio do que entre aqueles que receberam placebo.

Os autores concluíram que a suplementação com vitamina D3 e cálcio reduziu o risco de fraturas de quadril e de outras fraturas não-vertebrais nas mulheres idosas (Chapuy, 1992). O cálcio é um nutriente essencial necessário em funções biológicas como a contração muscular, mitose, coagulação sanguínea, transmissão do impulso nervoso ou sináptico e o suporte estrutural do esqueleto. Muitos estudos têm demonstrado que o consumo de cálcio previne doenças como a osteoporose, hipertensão arterial, obesidade e câncer de cólon. O cálcio é absorvido pelo trato digestório por meio de transporte ativo, que ocorre predominantemente no duodeno e jejuno proximal, e difusão passiva, localizada principalmente no jejuno distal e no íleo. Os principais motivos para a baixa ingestão de cálcio na população brasileira devem-se, provavelmente, ao elevado custo, hábitos culturais e alimentares. Embora os indivíduos devam ser encorajados a ingerir o cálcio através da dieta, a suplementação desse nutriente pode ser necessária em indivíduos que restringem ou eliminam o leite e seus derivados da dieta, no caso de doenças que envolvam o metabolismo ósseo e na alergia alimentar.


COMPRE JÁ PELO:
TELEVENDAS: 0800 580 2900
TELEVENDAS: 0800 591 1101